Melhore as condições do crédito à habitação


Seja para pedir um novo financiamento para a compra de casa ou para negociar as condições do seu atual crédito habitação, este pode ser um bom momento.


Por determinação do Governo a 15 de janeiro do presente ano, existe um confinamento domiciliário obrigatório e teletrabalho para diversas atividades, pelo que pode aproveitar este período para dedicar mais atenção a alguns temas, nomeadamente ás condições do seu crédito habitação.


Existe dois planos principais que levamos em consideração na aquisição de um imóvel:


Habitação própria – Neste plano temos que considerar os fatores emocionais que a compra da sua habitação desenvolve. A definição de lar traduz por si todos os sentimentos que nos trazem alegria, como a convivência com a família e os vizinhos, e dai a expressão popular “Lar, doce lar”.


Nesse sentido este pode ser o momento ideal para iniciar a sua procura, e no decorrer desta pandemia tem-se verificado uma maior procura digital de bens imobiliários suportada nas várias ferramentas que o mercado oferece, com visitas virtuais que traduzem quase na perfeição as características do imóvel.


Investimento – A compra de um imóvel para investimento (como por exemplo, colocar no mercado de arrendamento) tem por princípio criar valor, e aqui estamos a falar de questões mais racionais e matemáticas, preocupando-nos com o rendimento obtido.


Em ambos os planos, as soluções de mercado variam consoante as necessidades e pretensões de cada um, no entanto, não deverá esquecer que o dinheiro nunca esteve tão barato como a realidade que atualmente vivemos.



Transferências de crédito podem ser revistas


Caso já tenha um financiamento em curso, pode também aproveitar para verificar o que o mercado atual oferece e quem sabe obter melhores condições para o seu crédito à habitação.


Atualmente a EURIBOR encontra-se em valores historicamente negativos e os bancos cada vez mais veem o crédito habitação como um produto de excelência, como tal existe uma concorrência muito forte nos spreads que se praticam. Possivelmente, o seu crédito habitação não está enquadrado com esta realidade e estará a pagar milhares de euros que pode poupar com este nosso alerta.


A figura do intermediário de crédito encontra-se devidamente credenciada pelo Banco de Portugal e os seus dados serão tratados por especialistas com larga experiência do setor financeiro, cuja missão é defender os seus interesses e conseguir reduzir as suas prestações mensais relativas ao seu crédito habitação.


Tendo em consideração a nossa experiência de mercado, pensamos que todos os spreads superiores aos praticados – entre 1 e 1,4 % podem e devem ser revistos o mais cedo possível, devendo ponderar a mudança de financiamento para outro banco. Existem muitos bancos que suportam os custos da transferência, como tal, esta mudança pode-se traduzir em avultadas poupanças.


Aproveite para pedir ajuda a um intermediário de crédito, que fará este trabalho por si, sem qualquer custo associado e sem sair de casa.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo